25 de outubro de 2017

[Resenha] Corpo

Título: Corpo | Série Trinity (livro 01)
Autora: Audrey Carlan
Editora: Verus
Páginas: 308
Ano: 2017
Adicione ao Skoob
*Cortesia da editora


Sinopse: Uma nova vida. Um novo amor. Um perigo real. 

"Eu te amo. Eu te quero. Eu nunca vou te deixar." Gillian Callahan entra em pânico só de ouvir esse tipo de frase. Por anos ela viveu uma relação abusiva com seu ex-namorado violento. Agora ela está livre e segura, trabalhando para uma fundação de apoio a mulheres vítimas de violência - a mesma que a resgatou e salvou sua vida. Gillian não quer saber de homem nenhum. Até conhecer Chase Davis, o presidente da fundação. O bilionário é tão sexy e sedutor que Gillian fica sem chão. Chase sempre consegue o que quer - e ele quer Gillian.
Agora ela terá de enfrentar a batalha entre o desejo e o medo. Gillian vai conseguir confiar em Chase? Ela está segura com ele? E quão perigoso pode ser um passado sombrio... não só o dela, mas o do homem que ela aprendeu a amar?

Resenha
Gillian Callahan é uma mulher com um passado cheio de traumas e medos. Viveu durante anos em um relacionamento abusivo e foi protagonista de histórias terríveis. Só conseguiu sair da situação que se encontrava após um episódio muito violento que quase lhe custou a vida. Justin a fazia acreditar ser merecedora de cada surra que ele lhe dava, a fazia se ver como a culpada. Mas ela conseguiu se libertar.

Gillian teve a ajuda de uma fundação que apoia mulheres vítimas de violência e lhes dá todo o suporte necessário para começarem uma nova vida. Essa fundação se tornou essencial para Gigi e ela passou a trabalhar lá, fazendo o que fizeram por ela, ajudando a salvar vidas.
Chase Davis é o presidente da fundação, dono de muitas empresas importantes e é um mega milionário. Ele também teve um passado que deixou marcas em sua vida e ele jamais conseguirá apagar. Quando conhece a Gillian, Chase se sente atraído por ela.

Chase está acostumado com todos ao seu redor fazendo as suas vontades e com mulheres se jogando aos seus pés. Quando Gillian lhe diz não ele não aceita e vai tentar seduzi-la. Seu jeito controlador e mandão assusta a Gillian no começo, mas ao poucos ela vai cedendo aos seus desejos e se entregando ao Chase.
"— Eu não vou dividir você com outro homem. — Seu queixo está tenso, os músculos se movendo como se houvesse um elástico sendo puxado nas duas extremidades, a um triz de arrebentar. —Depois que eu te possuir, você vai ser minha, Gillian. Pense nisso antes de irmos adiante."
A relação que surge entre eles é intensa e Chase faz com a Gigi tudo o que ela tinha vontade de experimentar, mas seus namorados anteriores nunca fizeram e a deixavam achar errado ter essas vontades. Ao mesmo tempo, algumas atitudes dele em relação ao controle sobre a vida dela a deixam irritada. Enquanto estão aprendendo mais um sobre o outro e tentando se acertarem nessa relação, o passado da Gillian chega com tudo para tentar levá-la para o fundo do poço novamente e isso a deixa apavorada.
Minha impressão
Eu esperava muito mais desse livro, ele possui uma premissa que poderia se desenvolver totalmente diferente,  mas acabei me decepcionando com a leitura. 

Eu não esperava que a Gillian fosse embarcar novamente em uma relação em que o homem a quer controlar, não a deixa ter voz na relação e impõe a sua vontade. Não gostei do Chase desde a primeira cena que ele apareceu e até pensei ter sido uma má impressão, só que com o virar das páginas eu ia gostando cada vez menos dele. O cara se acha o deus do sexo e que as mulheres devem cumprir as suas ordens. 

A Gillian apesar de se mostrar forte e confiante, é uma mulher frágil. Eu não consegui me envolver com o casal e não gostei da relação entre eles. A mulher sofreu durante muito tempo com uma relação abusiva e eu achei meio incoerente ela se envolver com um homem que a trata dessa maneira, inclusive, ela chegou a lembrar de Justin quando Chase fica irritado em uma cena. 

Mas a leitura também tem os seus bons momentos. Eu gostei de ver a autora colocar uma fundação que apoia as mulheres vítimas de violência e durante a leitura vemos um pouco sobre a fundação e o trabalho realizado por eles. 

O final deixou uma curiosidade para o próximo volume, Mente, que parece ter mais ação e reviravoltas. Fiquei curiosa para saber o que vai acontecer, mas estou apreensiva. A Gillian merece ser feliz e não ficar se reprimindo por causa do homem que está se relacionando. 

Minha nota para o livro

12 comentários:

  1. Eu li alguns comentários sobre este livro e decididamente tirei ela da lista de dicas, pelo fato do romance tentar justificar a relação abusiva entre o casal e infelizmente essas atitudes não tem justificativa.
    Passo a dica e espero que o próximo volume corrija este tipo de erro grotesco, em pleno século XXI

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Nossa, até me parecia ser uma estória interessante, é uma pena que não seja tudo isso, né?! Esse Chase parece ser um saco mesmo, provavelmente iria querer socar a cara dele se lesse a obra. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Acho que esse é um problema sério, utilizar um tema pesado como relacionamento abusivo e colocar a protagonista em um novo relacionamento que pode ter os mesmos problemas. Fico preocupada.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho um pouco de receio de ler as obras dessa autora desde a série A Garota do Calendário haha, porém ao contrário da série, esse livro parece conter uma história mais interessante e possui um tema forte como relacionamentos abusivos, porém também achei estranho a Gillian se jogar de cabeça num relacionamento com um cara possessivo tão rapidamente. Mas não devemos julgar antes de ler, não é verdade? E também fiquei mega curiosa em relação ao desenrolar da história haha, vou anotar a sua dica com certeza. Ótima resenha, bjss!

    ResponderExcluir
  5. Olha, eu já to tomando ma surra pra ler a garota do calendário que achei/ estou achando uma bela bosta, então nem tinha me animado de ler esse livro.
    Depois dessa sua nota então... Nem pensar! huahuahua
    Obrigado pela resenha!! <3

    Beijinhos!!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu li alguns volumes da série A Garota do Calendário, e foi bem divertido, porém não estou colocando muita expectativa nessa nova série da autora, espero que a protagonista mude as atitudes, e sobre a violência achei interessante a autora abordar esse assunto.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Mas como o presidente da fundação é um homem? Gente, que incoerência isso por parte da autora... Não gostei da premissa do livro. Parecia bom, mas fui lendo e percebi que é sobre um relacionamento abusivo, então não quero. Vou passar a dica.

    ;*

    ResponderExcluir
  8. Beatriz, é comum que mulheres que não recebam o apoio necessário entrem num relacionamento abusivo após sair de outro, como você cita na resenha, ela é uma mulher frágil, ou seja, da psiquê frágil, se a mulher não recebe o atendimento adequado de uma equipe psicossocial, a possibilidade de ela cair na mesma armadilha é bem grande, por questões religiosas, familiar, etc. e muitos livros e artigos tratam disso. Só que o livro é literatura, não é jornal, não tem que obrigação ser fidedigno a realidade, no entanto, pelo pouco que compreendi na resenha, a construção do personagem respeita esses aspectos reais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato é que ela teve total apoio, inclusive trabalha na mesma fundação que a acolheu e faz por outras mulheres o que foi feito por ela, por isso vejo incoerência na trama e nas atitudes da personagem.

      Excluir
  9. Oi, Beatriz!
    Já tinha lido outra resenha desse livro que apontou a mesma coisa que você: sobre a protagonista gostar de um homem que parece ser tão controlador quanto seu antigo namorado. Não sei se isso acaba sendo tendência de quem já sofreu algo assim, espero que não, mas já não curti muito por isso. Acho que por enquanto vou aguardar opiniões das sequências para saber se vale a pena investir nessa leitura ou não.
    Bjos!
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  10. OIii!

    Poxa, que pena que você não gostou do livro! Nunca li nada da autora, então não posso opinar muito, maaaaas fiquei feliz em ver sua opinião sincera. Livros desse genero tendem a seguir uma formula batida.

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  11. Olá Beatriz!
    To com esse livro no meu Kindle e lendo sua resenha fiquei até desanimada com o desenrolar que a autora criou nesta trama. Achei o enredo bem batido e principalmente com esses relacionamentos abusivos.
    Por enquanto a leitura dele vou adiar, acho que vou esperar o lançamento do restante dos volumes.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir