10 de julho de 2017

[Resenha] Nunca Recebi Flores

Título: Nunca Recebi Flores
Autora: Sandra Alves do Nascimento
Editora: Amazon
Páginas: 220
Ano: 2017
Adicione no Skoob
*Cortesia da autora (e-book)


Sinopse: Jacinta Flores, aos trinta e seis anos, ainda mora com a mãe em uma pequena vila nordestina. Com seu coração despedaçado por traumas e decepções, não acredita mais no amor. Quando decide tentar uma nova vida, ressurge Raul, um grande amigo e, junto a ele, alguns monstros do passado. Tentando ser uma pessoa melhor, Jacinta terá que enfrentar seus medos e lutar para realizar seus sonhos. Em meio a aventuras e atrapalhadas, será que ainda dará alguma chance ao amor?

Resenha
Jacinta mora com a sua mãe e a ajuda com o trabalho na doceria, a mãe faz os doces e ela ajuda com as vendas. Mas Jacinta é uma mulher de trinta e seis anos, acima do peso, que não cuida da própria aparência, não gosta de sair de casa e ainda mora com a mãe. O pai dela morreu de uma maneira muito trágica e ela ficou desgostosa com tudo, acabou perdendo a vontade de fazer as coisas mais básicas.

Jacinta passa os dias em casa lendo, se entupindo de guloseimas e/ou navegando na internet. Ela só tem uma amiga na vida real, que é a Vanda, mas online tem vários! Todos os anos ela faz uma lista de promessas de ano novo, coisas que poderiam mudar a sua vida.
"Essas metas, digamos assim, eram minhas prioridades para aquele ano novo. Na verdade, há uns cinco anos essa lista fazia parte de minhas promessas de ano novo; nunca eram cumpridas, mas em 2015 eu deveria tomar vergonha na cara e cumpri-ás."
Alguns itens de sua lista eram: passar menos tempo na internet, sair de Buraco Fundo (o bairro onde ela mora), arranjar um emprego e comprar uma casa. Após alguns acontecimentos ela, enfim, consegue cumprir com alguma coisa da lista e se muda de Buraco Fundo, mas não passa menos tempo na internet e nem procura um emprego.

Já na casa nova, Jacinta começa a viver uma outra fase de sua vida e incluiu na lista que quer engravidar, não necessariamente encontrar um grande amor e casar, ela quer apenas uma filha e essa filha vai se chamar Júlia! A tia da Jacinta, a Magnólia, colocou na cabeça dela que daqui a pouco ela vai estar muito velha para engravidar e a fica pressionando. Com isso, Jacinta ficou obsessiva por uma filha.
"Tia Magnólia me pressionava para eu engravidar logo. Eu retrucava que precisava de um emprego, depois pensaria no assunto. Ela insistia muito, rebatia meus argumentos.
- Se a gente for esperar o momento que tudo esteja bem para engravidar, nunca terá um filho - sempre dizia isso no fim de seus sermões, nos quais me aconselhava a investir o que sobrara de minha poupança em uma inseminação artificial."
Jacinta sempre teve uma quedinha por Raul, ele havia passado um período fora da cidade, mas agora retornou como policial. Quando ela se mudou para a casa nova, a Vanda chamou Raul e Carlos para fazerem uma comemoração, mas o que seria uma noite agradável se tornou um fiasco porque Raul levou uma "amiga". Jacinta logo percebeu que essa tal amiga era muito mais que isso, Raul gostava dela.

Pérola é uma veterinária que foi para Buraco Fundo com um propósito, ela estava fazendo uma investigação pessoal que, de alguma maneira, a levou até Jacinta. Mas Pérola se faz de boazinha e ganha a confiança dos amigos dela (e o coração de Raul). Jacinta vai passar por muitas lutas e vai ter que superar os seus limites, mas, acima de tudo, ela vai precisar aprender a se amar.
Minha impressão
Nunca Recebi Flores é um chick-lit super engraçado e que ao mesmo tempo nos faz refletir sobre assuntos bem sérios. Jacinta é uma mulher totalmente acomodada, ela não liga para a saúde ou aparência, prefere ficar em casa lendo e comendo. 

Jacinta é uma personagem cheia de defeitos, o que a torna bem real, não é difícil encontrar pessoas que se acomodem após sofrerem um trauma e o livro fala sobre isso de uma maneira que causa um certo impacto. Por vezes eu fiquei chateada com as reações dela, me dava agonia de ver algumas situações. 

A Jacinta ficou muito obsessiva para engravidar, chegou a beirar o ridículo. A tia dela é uma senhora que não é muito diferente de tias e avós idosas que vemos por aí, daquelas pessoas bem tradicionais que acham que o lugar de mulher é cuidando da casa e dos filhos. Ela pressionou muito a Jacinta e por isso ela ficou desse jeito. 

A personagem que eu mais gostei foi a Vanda, acho que muita gente pode vê-la como uma amiga traidora, mas ela foi a única que teve a coragem de falar abertamente para a Jacinta onde ela estava errando. Os verdadeiros amigos são esses que apontam os seus defeitos e foi o que a Vanda fez. Jacinta não gostou, ela estava cega com os seus objetivos e não percebeu que a Vanda só queria ajudar. 

É um bom livro, que possui um romance leve, aborda temas importantes e nos proporciona algumas gargalhadas. Eu gostei da obra e indico a leitura.

Minha nota para o livro

11 comentários:

  1. Muito obrigada pela leitura e resenha, Beatriz!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Beatriz!
    Nossa, nunca tinha ouvido falar desse livro e a trama me impressionou bastante. Não é algo que vemos por aí no mundo literário e gostei muito. Sua resenha foi bem descritiva, o que me deixou mais curiosa pela leitura.
    Bjos!
    Lucy
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha foi bem detalhista, porem nao me atraiu em nada o conteudo do livro. Acredito que a autora pode-se ter explorado ter explorado mais propostas que ela colocou, como por exemplo a lista, mas quem sabe em algum futuro distante eu de a oportunidade né?

    ResponderExcluir
  5. Oiii!!!

    Chicklit é um dos meus generos favoritos... não conhecia essa obra, mas fiquei feliz ao ver a resenha. Não parece ser uma obra muito diferente do que já estou acostumada, maaaas eu leria para curar uma ressaca, sabe?
    Gostei da resenha!

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  6. Olá, não sabia da existência desse livro, mas fiquei curiosa para lê-lo, principalmente porque parece se tratar de um tema tão real, é o tipo de livro que me interessa e vou com certeza adicionar a minha lista de livros. Adorei a sua resenha!!

    ResponderExcluir
  7. Achei a sinopse desse livro bem legal, mas também acho que pode ser que eu ficasse um pouco irritada com a personagem principal.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Que capa lindíssima. Confesso que descobri recentemente, que tenho sérios problemas com chik-list ainda mais quando temos uma mocinha chata em certas atitudes. Não sei mesmo se leria esse livro tão cedo. Mas acho que é uma ótima pedida para quem AMA o gênero com certeza. Ótima e sincera resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiii,
    Adorei a capa, muito linda.
    Parece um daqueles livros que vcê lê sem muita pretenção, a temática é diferente do que eu costumo ler, mas é interessante. Gostei da resenha, mas acho que não leria pq pessoas como Jacinta me dão nos nervos. kkkk

    Beeijos Agda Alecrim

    ResponderExcluir
  10. Oie,
    amei a capa! fiquei curiosa pelo o livro parece ser bem engraçado e realmente dar para refletir com ele. irei colocar na minha lista
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia o livro e que não tinha ideia da sua existência. A capa não me agradou muito e tema não chamou muito a atenção...

    Bem, e uma pena que o livro não te tenha agradado assim tanto... Mesmo que tenha dado para refletir! A tua escolha de personagem, ainda que um pouco inesperada, faz toda a logica!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir