29 de maio de 2017

[Resenha] Boneco de Pano

Título: Boneco de Pano
Autor: Daniel Cole
Editora: Arqueiro
Páginas:336
Ano: 2017
Leia a sinopse no Skoob
*Cortesia da editora


Resenha
Um cadáver foi encontrado e ele contém partes do corpo de outras seis pessoas, costuradas como se fosse um boneco de pano. O assassino divulgou uma nova lista, com os nomes das próximas vítimas. Na lista, o último nome é o do detetive William Fawkes, que está investigando o caso. Continue lendo e saiba mais sobre o livro.
Há quatro anos, o detetive William Fawkes se envolveu em caso polêmico. Um homem estava sendo acusado de ser um serial killer, responsável pela morte de 27 jovens com idades entre 14 e 16 anos, ele as queimou enquanto ainda estavam vivas. No dia do julgamento ele foi considerado inocente e Wolf (como o detetive é conhecido) não se conteve, partiu para cima dele e tentou matá-lo. Wolf foi afastado do trabalho e precisou ficar internado em uma clínica psiquiátrica.

Depois de ser liberado da clínica e voltar a trabalhar, Wolf se depara com um caso sinistro e assustador. Um cadáver contendo partes do corpo de outras seis pessoas foi encontrado. A visão do "boneco de pano" já é horrenda e intrigante por si só, mas outra coisa deixou Wolf assustado: O cadáver apontava para a sua janela, do outro lado da rua.
O assassino é audacioso e quer desafiar a policia. Ele manda para a imprensa uma lista com os próximos assassinatos, mas está tão convencido que ninguém vai impedi-lo que ainda coloca o dia e o horário que cada pessoa morrerá. Nessa lista está o nome do detetive Wolf!

A polícia precisa correr contra o tempo para tentar proteger as pessoas que tiveram os nomes divulgados, identificar quem são as vítimas que formam o boneco e descobrir quem é esse assassino prepotente. Toda essa situação vira um prato cheio para a mídia, que está mais interessada em promover um jornalismo sensacionalista do que divulgar a notícia real ou contribuir com a polícia. Inclusive, um relógio da morte foi acionado, contando quanto tempo falta para as mortes acontecerem.
Com o passar do tempo, o assassino começa a chegar cada vez mais perto da polícia, tamanha a sua certeza de que sairá impune. Trabalhando nesse caso está um novato, ainda inseguro de si e com muitas dúvidas sobre o que fazer. Mas é ele quem começa a desconfiar de algo que passou despercebido pelos olhares apurados de quem já tem mais experiência.

Indo contra todos, Edmunds segue por uma linha de raciocínio que, se estiver certo, será um verdadeiro choque. Ao mesmo tempo, Wolf vai lembrar de algumas coisas que não pode contar para ninguém, que estão relacionadas com uma época obscura de sua vida e que talvez tenham ligação com o que está acontecendo.
Minha impressão
Boneco de Pano possui um enredo completamente instigante. O fato de encontrarem um cadáver contendo partes dos corpos de outras seis pessoas já é chocante, mas o desenvolvimento dessa trama é ainda mais. A cada novo ataque do assassino (apelidado pela imprensa como bonequeiro) as coisas ficam mais sinistras e as mortes vão ganhando proporções surpreendentes. 

Quando as revelações começaram a aparecer eu ainda duvidei e quis acreditar que não era aquilo, que era só uma tentativa do autor de confundir o leitor... mas não era. É inacreditável quem está por trás dos crimes! E mais, o grande porquê desse livro não é quem é o responsável pelas mortes e sim como tal personagem foi se envolver com isso. O bonequeiro é alguém inimaginável, mas o motivo que ele teve para matar é que é o X da questão.

Agora eu quero contar uma experiência muito bacana que eu tive. A editora Arqueiro fez uma ação de marketing super diferenciada com esse livro e eu tive a oportunidade de participar, um jogo de escape com o pessoal do Escape 60. Durante o dia algumas equipes de blogueiros participaram em horários diferentes. No meu grupo ficaram só 4 e foi bem sinistro e ao mesmo tempo divertido.

Nós fomos trancadas (podíamos pedir para sair a qualquer momento) em uma sala personalizada para parecer um quarto de hotel, logo na entrada nos deparamos com uma espécie de réplica do boneco de pano do livro e tínhamos que descobrir como sair do quarto e impedir o assassinato da próxima vítima. Estava tudo muito parecido com o livro e eu me senti dentro da história. Depois de ter passado por isso, ler o livro foi ainda mais empolgante.

Minha nota para o livro

11 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Esse livro está ganhando muito espaço na literatura e eu fico feliz. A história é bem desenvolvida, a frase de início logo na capa é bem impactante, assim como o design do livro. O mais bizarro disso tudo é o cadáver com partes dos corpos de outras seis pessoas, por isso a frase: ''Um corpo, seis vítimas''Realmente muito instigante e apenas pela resenha sinto bastante vontade de ler. Daria um bom filme de terror e suspense.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Que experiência mais bacana vc teve antes de ler o livro. Eu ia amar participar rsrsrs
    Esse livro já tô de olho desde o lançamento, eu vi no Play livros, daí fui pra Amazon mas o e-book tá muito caro se comparar com o físico: R$23 X R$31 então vou aguardar, mas já tinha ele na minha lista e adorei conferir sua opinião.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo?
    Tenho muitaaa vontade de ler esse livro, parece incrível! Um boneco feito de partes humanas? Wow, bem criativo kkkk
    Nem imaginava que a questão seria o motivo dele matar, espero poder ler em breve.
    Adorei também a brincadeira da Arqueiro, muito bacana você ter participado. A experiência deve ter sido incrível, adorei. *-*

    ResponderExcluir
  4. Apesar de não ser muito o tipo de leitura que me atrai, já tinha lido sobre a maneira com que a Arqueiro estava divulgando o livro, com esse jogo todo diferente, e achei muito boa a ideia!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Não sou fã de romance policial, suspense, ou algo do tipo mas a quantidade de elogios que vejo sobre Boneco de Pano e o marketing que a editora fez com certeza é para ninguém colocar defeito. Que bom que você gostou e levantou pontos que o faz ser diferente de outros do mesmo tema. Isso com certeza nos instiga a lê-lo. Gostei!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Beatriz, eu adorei o livro, foi uma leitura e tanto, mesmo tendo descoberto o mandante antes do final. Também tive esta experiência do Escape 60 e adorei!
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Oi Beatriz, tudo bem?
    Eu estou com esse livro na minha lista de desejados desde o lançamento, achei a premissa bem diferente das que estou acostumada a ler e como é um livro de estréia do autor, quero ver se ele consegue me surpreender. Fico feliz que tenha gostado da leitura.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  8. Adorei a proposta deste livro. Achei instigante e fiquei com vontade de ler. Adoro um bom suspense. A colunista do blog foi no evento da Arqueiro em SP e gostou muito. Adorei a iniciativa da Editora.
    Espero poder ler o livro em breve.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Oi Beatriz, sua linda, tudo bem?
    OMG!!!!! Definitivamente esse crime é muito diferente. O que significa esse boneco? Porque ele pega partes de cada corpo para montar um único boneco??? E quem será que está fazendo isso???Estou mega curiosa para ler esse livro!!!!! Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Morrendo de vontade de ler esse livro! Mistério, suspense, são mesmo minha praia. Espero ter essa experiencia com Boneco de Pano em breve. Amei a resenha, parabéns!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Eu curti bastante o livro, de vdd. Tive algumas ressalvas (quando a gente não tem, não é msm?), mas nada que me fizesse gostar menos do livro. Achei a leitura fluída e a história me prendeu. Como eu disse na minha resenha, a identidade do vilão não me interessou mt, pq fiquei LOUCO pelos diálogos! <3

    Adorei o post! :D

    Abraços.
    Alex, do Um Bookaholic. <3
    umbookaholic.com | Canal | @umbookaholic: Twitter | Instagram

    ResponderExcluir