29 de novembro de 2016

[Resenha] Tim Atlas na Montanha das Harpias

Título: Tim Atlas na Montanha das Harpias
Autor: Daniel de Carvalho
Editora: Coerência
Páginas: 400
Ano: 2016
Leia a sinopse no Skoob
*Cortesia


Duas irmãs gêmeas e a piloto de uma lancha estão desaparecidas há dois anos e Tim Atlas é enviado para tentar encontrá-las ou entender o que teria acontecido com elas. Mas ele não esperava que sua missão fosse levá-lo para terras fantasiosas, cheias de segredos e magias. Continue lendo a resenha e saiba mais sobre o enredo.
Tim Atlas sofre com amnésia há alguns anos. Não consegue se lembrar de nada sobre a sua vida e seu passado, mas tem algum conhecimento sobre temas gerais. Ele foi encontrado, ferido e inconsciente, pelo Senhor Ignatis, que não apenas cuidou de seu estado físico mas se tornou o seu responsável, conseguindo documentos, se responsabilizando por ele (seu tutor legal). Espalharam cartazes e notícias em jornais para tentar encontrar a família ou alguém que o reconhece, mas ninguém apareceu.

Timóteo Atlas Ignatis foi o nome que recebeu, mas é chamado pelo seu apelido, Tim Atlas. Tim quer encontrar um emprego mas na sua condição é muito difícil, então surge uma oportunidade que ele agarra e fará de tudo para ter sucesso, é uma missão de resgate. Um senhor e sua esposa o contrataram para encontrar suas netinhas, que desapareceram há dois anos junto com a pilota da lancha. Muitas buscas foram feitas mas elas nunca foram encontradas, o casal quer descobrir o que aconteceu com as netas, querem saber se estão vivas ou se faleceram.
Todas as despesas para essa missão serão pagas e Tim tem o prazo de quatro meses para trazer respostas. Ao chegar no local, ele se hospeda e começa a buscar informações, em pouco tempo conhece Lothar, o namorado da pilota desaparecida e eles combinam de fazer as buscas juntos. Lothar conta para Tim uma história curiosa, Marion (sua namorada) acreditava em uma lenda que dizia que naquelas terras existia uma floresta encantada, ela estava fascinada com isso e desejava descobrir a verdade.

Marion tinha certeza que o caminho para a tal floresta era um que todos se receavam em atravessar, por ter muita neblina e obstáculos, ela nunca foi além do que se considerava seguro, mas tendo em vista esses dois anos de desaparecimento, Tim e Lothar partem para esse local. Ao se aproximarem do lugar a neblina fica cada vez mais forte e eles se perdem, mas a esperança surge quando eles se deparam com a lancha e os objetos das meninas e da Marion. Na floresta, também encontraram índios parecis, todos se assustam em um primeiro contato mas logo entendem que ninguém representa perigo.
Na aldeia eles conhecem Amuri, o chefe da tribo. Amuri lhes confirma que a lenda é verdadeira e que viu Marion com as meninas, só que infelizmente elas não está ali. A floresta é mesmo encantada e nela vivem seres mágicos, harpias enormes e lá no alto de uma gigantesca montanha existe uma cidade, homens voadores (homens que montam nas harpias) levaram as três para lá e nunca mais foram vistas pelos índios.

Lothar e Tim não sabem como vão chegar no alto da montanha, a única coisa que sabem é que vão subir e resgatar as meninas e a Marion. Tim sai para fazer uma busca e um ser encantado o chama para lhe fazer uma proposta, a mulher, chamada de A Moça da Floresta, lhe oferece ajuda para chegar no alto da montanha mas em troca ele precisa levá-la para a cidade.
Minha impressão
Sem dúvidas o enredo é muito original, a história criada é muito interessante e conforme vamos nos aprofundando na leitura, vamos descobrindo coisas incríveis. No entanto, eu tenho algumas considerações: 
  • Em alguns momentos existem repetições que se tornam cansativas para a leitura; 
  • O desaparecimento das meninas e logo depois o de Tim e Lothar pode ter sido explicável, mas uma terceira pessoa desaparecer da mesma maneira eu achei irresponsável da parte dela, embora tenha lá suas intenções; 
  • Também percebi uma certa imaturidade e ingenuidade nas atitudes dos personagens;
São apenas detalhes que me incomodaram um pouco durante a leitura mas em momento algum esses detalhes desvalorizam a obra. A trama é instigante, eu fiquei muito curiosa para descobrir o que aconteceu com elas depois que foram levadas para a montanha das harpias e gostei bastante do desenvolvimento. O final é bem o que eu esperava e gostei, só que o autor deixa alguns ganchos que podem dar continuidade para a história, nas últimas páginas Daniel de Carvalho nos fala que é possível que haja um segundo volume mas não nos dá certeza.

Além da fantasia e aventura, a trama ainda conta com toques de romance, drama, suspense e até mesmo ficção científica. Sinceramente, eu espero que tenha um segundo volume pois algumas perguntas merecem respostas, principalmente as relacionadas ao Tim (não vou falar para não estragar a surpresa). 

Minha nota para o livro
(Bom)

13 comentários:

  1. Bem legal sua resenha, e bem sincera gostei disto. Infelizmente não é uma leitura que chame minha atenção na verdade. Qu sabe futuramente. Mas de qualquer forma ótimo trabalho.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá, gosto de resenhas sinceras assim como a sua, na verdade eu acho que esse enredo de pessoas com amnésia já está bem batido então não me interessa nenhum pouco, ainda mais depois de ver você dizer que tem muitas partes que se repetem. Vou deixar passar a dica.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Beatriz.
    Adorei a sinceridade da sua resenha!
    Eu tenho uma certa implicância com personagens meio imaturos e por isso acho que vou deixar esse livro fora da minha lista de desejados!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. oie!
    Já vi que o livro não é muito bom, e vou deixar para outro momento. Um livro que traz muitos trechos repetitivos, e ainda imaturidade dos personagens, já vi que não vou gostar muito da leitura. Vou deixar para outra hora.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. Amei a capa e também vou ficar na torcida de uma sequência para poder me aventurar na leitura um dia, não dá pra encarar agora sem a certeza da continuação, pois se tem algo que me consome é não ter o demorar para sair as sequências... é pracaba!

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Oi Bia!
    Achei a ideia do livro interessante, mas com os pontos que você ressaltou não gostar, eu perdi o interesse. Nunca ouvi falar na obra e menos ainda no autor, mas a ideia do livro é diferente, chama atenção. Uma pena que tenha tido essas falhas :( Repetições é um saco.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá. Não conhecia o livro, mas adorei a capa e a premissa é bem legal.
    Mas sua resenha me deixou um pouco pé atras, não a resenha, na verdade foram os pontos negativos destacados principalmente a repetição em algumas partes do livro que tornou a leitura cansativa, acho que isso é um baita ponto negativo, mas acho que posso dar uma chance ao livro hahahha.
    Parabéns pela resenha e pela sinceridade.

    ResponderExcluir
  8. Oi. Esse livro da editora eu ainda não conhecia. Não tive a oportunidade de ler nenhum livro lançados por eles, mas me tenho interesse em alguns. Não sei se leria esse livro no momento, quem sabe um pouco mais pra frente. vou deixar anotado o nome e decidir quando o ler.

    ResponderExcluir
  9. Olá, Beatriz! Achei a trama interessante, mas os pontos que você levantou na resenha são pertinentes. Não colocaria entre as minhas prioridades no momento. Mesmo assim, obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Gosto bastante de livros de fantasia, apesar disso não leio tantas quanto gostaria. No começo até me empolguei com a premissa, mas ao ler suas considerações fiquei meio receosa, tem certas situações que acontece nos livros que chega a ser irreal. Ainda tenho curiosidade em ler a história, porém mais pra frente.

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Foram vários pontos que realmente podiam ter sido explorados ou mesmo excluídos no livro, bom poder ver uma resenha assim, não aquele mote de florzinhas que 70% dos blogueiros transparecem. Parabéns por seu trabalho.

    ResponderExcluir
  12. E um pouco complicado quando há certas repetições no texto, torna a leitura um pouco cansativa, mas que bom que ainda assim, a leitura foi proveitosa. Gostei muito das suas considerações.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Gostei da sinceridade, é bom saber o que esperar de um livro, assim, a gente consegue dizer de cara se gostaria de ler ou não. Neste caso especificamente, eu não me interessei, mas seu trabalho foi incrível.
    Bjks

    ResponderExcluir