4 de outubro de 2016

[Resenha] As Cores da Vida

Título: As Cores da Vida
Autora: Kristin Hannah
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Ano: 2016
Skoob: Adicione
*Cortesia da editora


Uma trama que explora os sentimentos mais profundos na relação de três irmãs. Leia a resenha completa e saiba mais sobre a obra.
Winona, Aurora e Vivi Ann perderam a mãe quando eram bem jovens e foram criadas pelo pai, mas cada uma delas viu a situação de uma maneira diferente e aprendeu a lidar com a vida do seu próprio modo. Winona é a mais velha e tinha quinze anos quando a mãe morreu, Aurora tinha 14 e Vivi Ann tinha doze. O pai sempre foi muito reservado e rigoroso, quando perdeu a esposa quis vender a égua que era dela mas as irmãs interviram e Vivi An ficou responsável por montar a égua para que ele não a vendesse.

Mas esse episódio deixou marcar profundas nas irmãs, Winona se ressentiu quando o pai escolheu a irmã mais nova para montar e deixou claro que ela não servia para isso. Nos anos que se seguiram Winona nunca recebeu a aprovação de seu pai,  que não participava muito da crianção das meninas e ela precisou fazer isso. Vivi Ann era a menina dos olhos do pai, que sempre a elogiava muito e fazia questão de exibir as qualidades da filha.
Os anos passaram e as irmãs construíram suas vidas. Winona se tornou uma excelente advogada. Aurora se casou e teve filhos, Vivi An continuava morando com o pai e além de participar ativamente as atividades do rancho, também competia profissionalmente. As irmãs eram amigas mas Winona tinha um lado mais amargurado, não apenas com as irmãs, mas na sua vida. Ela estava acima do peso e acreditava que o seu corpo era o responsável por nenhum homem se atrair por ela.

Winona era apaixonada por Luke desde a adolescência, mas eles haviam perdido o contato quando entraram na faculdade. Anos mais tarde, eleretorna para a cidade e o amor que estava adormecido logo acorda, só que Luke a enxerga apenas como uma boa amiga. No entanto, com Vivi Ann é diferente, ele se apaixona por ela. Winona não tem coragem de contar seus verdadeiros sentimentos para a irmã e começa a sofrer internamente, evitando ao máximo os lugares que os dois frequentavam.
Vivi Ann sempre foi a mais bonita das irmãs, Winona estava acostumada com os rapazes se aproximando dela apenas para perguntarem sobre sua irmã, mas quando seu grande amor se apaixona pela sua irmã ela se fecha em seu mundo e passa os dias na expectativa de ver o fim do relacionamento deles. Quando Dallas aparece na cidade ela logo vê suas esperanças aumentarem pois a atração que surgiu entre ele e Vivi Ann era notória.

A lealdade entre as três irmãs deveria ser intocável, o laço familiar deveria ser maior do que qualquer coisa, mas será que o amor por um homem seria capaz de destruir essa união? Enquanto a cumplicidade entre as irmãs é testada, um crime brutal acontece, dividindo a família, cada uma tem seu ponto de vista e o defenderá até as últimas consequências.
Minha impressão
As Cores da Vida é uma obra cheia sentimentos intensos e personagens marcantes, acompanhamos as três irmãs ao longo de suas vidas e podemos nos ver dentro da família, tomando decisões com elas, tomando partido nos momentos críticos, torcendo para que tudo dê certo e a união seja mantida. A trama é instigante e nos cativa nas primeiras páginas. 

Tudo é muito bem escrito, a rivalidade entre Winona e Vivi Ann segue por todo o livro e entendemos o ponto de vista de da uma. A narrativa é em terceira pessoa e os capítulos se alternam entre as irmãs, mas a maioria mostra a rotina de Vivi Ann, eu queria muito pode falar mais sobre isso mas seria spoiler demais, só digo que Vivi Ann é uma bela surpresa.

Eu senti falta de poder ver mais sobre a Aurora, ela é a irmã que procura pacificar a situação, está sempre no meio das outras duas para evitar confrontos e apoiá-las quando precisam. Mas ela tem seus próprios problemas, é uma mulher batalhadora e que esconde para si todo o seu sofrimento. Acredito que Aurora merece um livro só para ela, para mostrar o que acontecia dentro de sua casa enquanto suas irmãs se enfrentavam e ela tentava amenizar os estragos. 

Mais uma obra magnífica de Kristin Hannah!

Minha nota para o livro

20 comentários:

  1. Olá
    Eu conhecia esse livro, mas essa é a primeira resenha que leio sobre, e é claro que adorei poder conferir seus comentários. Eu realmente gostaria de poder conferir também. Imagino que seja uma leitura fluida, pelo que pude perceber, sem contar que fiquei bem motivada. Estou curiosa sobre a ambientação e personagens, alem de todo o desenvolvimento de modo geral. Ja sei que a autora escreve muito bem... Obrigada pela dica!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Beatriz

    Eu nunca li nada da autora, e confesso que nunca nem tinha lido uma resenha desse livro.
    Achei muito interessante esse cenário de drama familiar, sempre rende boas histórias. Fiquei curiosa para saber como Winona e Vivi Ann lidam com tudo isso.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Sim todos os livros da Hanna são cheios de sentimentos né? Ela narra como ninguém vivências e dramas familiares, sem apelação. Esse livro me chamou atenção além de tudo que você falou pela capa. Está linda! Quanto bom gosto!

    ResponderExcluir
  4. Oi Bia, li um livro da autora e fiquei maravilhada, mas depois nãot ive mais oportunidades de ler nada dela. Esse aqui entrou pra minha lista de desejados por causa da sua opinião. Será que sentirei falta de ver mais da Aurora na trama???
    Tenho certeza que vou gostar!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Beatriz,
    Que capa mais linda! Pela premissa, esse livro já me encantou, deve ser uma leitura bem interessante e envolvente. Amor entre irmãs e conflitos familiares, sempre chamam minha atenção, então provavelmente vou lê-lo! Adorei sua resenha!
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem contigo?
    Eu já conhecia a autora e sua nova obra, mas ainda não tinha visto resenhas sobre esse livros aí. Confesso que fiquei bem satisfeito com o que eu acabei de ler. Parece que o livro cobriu todos os requisitos que o gênero pede (pra mim). Achei a capa muito fofa, espero ter a chance de ler o livro em breve. Até mais vê amore
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Olá Bia,
    Acredita que ainda não li nada da Kristin Hannah? O livro parece ser cheio de sentimentos e gostei muito muito disso. Achei muito legal a trama envolver a família e três irmãs. Eu sou meio como a Aurora, mas não entre irmãos, mas entre pais e filho, sabe?
    Vou anotar a dica e acho que é uma boa ideia começar por esse, pois a trama parece ser muito bem construída.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Oláá!!
    Não conheco a Kristin Hannah ainda não... Mas parece muito bom esse livro, vou até procurar saber mais dos seus trabalhos! :)
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Mais uma obra magnífica dessa autora que mora em meu coração!
    Sempre passo os livros dela na frente dos outros e gostei de acompanhar essa irmãs. Engraçado que parece um livro dentro do outro né? Várias histórias que se relacionam e se completam.
    Sem falar nas mensagens importantes.
    Gostei de ler sua resenha e ver que temos opiniões bem parecidas.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  11. Oi Bia,

    Eu gosto muito dos livros da Hannah, mas peguei um dela recentimente e tive que largar. Não estou no momento para eles. Porém esse tem me chamado a atenção, já que acredito ser menos sofredor do que o que estava lendo.
    Gosto muito quando ela coloca a relação familiar em foco e nesse livro é um baita problema, principalmente entre irmãs. E estou mega curiosa para saber que crime é esse.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  12. Nossa, eu sinceramente penso que a união das irmãs deveria prevalecer, mas vai saber o que pode interferir. Essa capa é linda e já fiquei até imaginando a leitura, até porque parece mesmo ser uma história bonita.
    Beijo <3

    ResponderExcluir
  13. Oi Beatriz, tudo bem? Eu quase solicitei esse livro para a Arqueiro, mas acabei desistindo :P Mas agora com a sua resenha fiquei curiosa :3 Eu tenho duas irmãs e de certa forma, foi impossível não sentir uma identificação. Até porque já gostei de um cara que minha irmã namorava e olha, altas tretas ahhahahah
    Mas enfim, agora tudo está bom =D
    E o fato de ter um mistério rolando também me atrai, pois gosto muito de suspense. Vou querer conferir essa obra no futuro :)
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá Bia
    Eu não conhecia o livro, mas confesso que a premissa me pegou pegou jeito.Gostei de saber que os personagens são marcantes eu amo esses tipos de personagens. O livro parece ser carregado de emoções E estou louca para conhecê um pouco Laís sobre as irmãs.Ainda não li nada da autora, mas quem sabe esse seja o meu priemieiro? Obrigada pela dica Bia, beijos !

    ResponderExcluir
  15. gosto da escrita de Hanna mas ainda nao tive o prazer de ler esse título...
    confesso que já fiquei com pena de Winona, e por tudo que ela passa e sente... =T
    em uma ou outra coisa até que me identifico com ela...
    não tenho dúvidas que deve ser um livro denso e emocionante... a autora sabe como explorar bem os dramas familiares...
    bjs...

    ResponderExcluir
  16. Oi tudo bem
    eu acho que já tinha visto o livro em outros blogs mas não sabia muito bem do que é história tratava. achei a premissa bem interessante nunca li nada autora ,mas acabei ficando curiosa em relação a ela. sou filha única, não entendo muito bem esse tipo de rivalidade entre irmãos, mas acho terrível esse tipo de pai que faz acepção entre filhos de tal forma que consegue alimentar esse sentimento. Assim como você falou acho que eu ficaria bem curiosa em relação a Aurora porque quando acontece esse tipo de coisa geralmente o irmão que não está ali no meio da disputa acaba sendo mais desprezada a história parece que é uma premissa muito legal fiquei curiosa
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá, sempre ouço falar maravilhas sobre os livros da kristin hannah, eles parecem ser bastante sentimenteis e ter uma carga bem pesada de emoções e eu gosto bastante disso, então quero muito ler algo da autora então adorei a dica, a capa está realmente maravilhosa, uma coisa doce e rústica ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  18. Olá, Beatriz! Este livro chega a me agradar à primeira vista, mas a história não em atrai. Não sei dizer muito bem o porquê... Aconteceu também quando li sobre ele em outros blogs. Mas ainda não li nada da autora, então penso que também posso me surpreender.
    Parabéns pela resenha!

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá,

    Ouço muito elogios a autora e sempre falam muito bem de suas obras, mas ainda não tive a oportunidade de "conhecê-la". Achei bem intrigante esta premissa e fiquei bem curiosa sobre o desenrolar da história. Por ser um drama já adicionei a listinha, adoro livros que exploram bem e de forma convicente um drama.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Que premissa linda, que capa linda! Não conhecia a obra, mas estou encantada. Parece ser uma história muito tocante de dramas familiares. Fiquei com um pouco de pena da Winona, mas tive a impressão de que Vivi Ann é uma personagem mais forte, com mais personalidade. Talvez por ser mais aceita pelo pai. Pretendo ler a obra, o mais breve possível. Adorei a resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir