21 de setembro de 2016

[Resenha] Quando O Amor Bater À Sua Porta

Título: Quando O Amor Bater À Sua Porta
Autora: Samanta Holtz
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano: 2016
Skoob: Adicione 
*Cortesia da editora


"O infinito não pertence ao futuro, ele pertence ao presente". Continue lendo e veja a resenha desse livro emocionante da querida Samanta Holtz, uma preciosidade da literatura nacional.
Malu Rocha é uma escritora de vinte e nove anos, seus romances estão sempre entre os mais vendidos e por onde passa os fãs enlouquecem. Seus livros são caracterizados pelos finais felizes, perfeitos e apaixonantes, com protagonistas marcantes e histórias que arrancam suspiros. Mas ela decidiu inovar em seu novo romance, quer mostrar para seus leitores que a vida real nem sempre tem um final feliz.
"-Não sou pessimista. Sou realista. E penso naquela leitora que não encontrou nem encontrará o seu príncipe encantado. Não tenho o direito de iludi-la com uma mentira. Afinal, toda essa fantasia romântica não serve só para que as pessoas comparem as histórias  da ficção com sua própria vida e se sintam frustradas?"
Em seu novo livro, Malu quer mostrar que a protagonista pode ter seu final feliz sem estar ao lado de um homem e que pode se sentir realizada dessa maneira. Enquanto está no processo de criação de sua história algo estranho acontece. Quando vai atender a porta, Malu se depara com um homem desconhecido mas que aparenta uma certa aflição.
Luiz Otávio sofreu um acidente de carro, perdeu a memória e seus documentos, com ele tinha apenas um pouco de dinheiro e um papel com o nome da escritora. Após tentativas frustradas de descobrir quem era, foi em busca da única pista que tinha sobre o seu passado: O papel com um horário marcado para uma reunião com Malu Rocha. Ela era a sua única esperança.

Quando Malu abriu a porta não entendeu o que estava acontecendo e achou que ele poderia ser um farsante. Ligou para a sua assistente na tentativa de confirmar a história do rapaz, mas Rebeca é muito atrapalhada, o computador havia ido para o conserto e ela não tinha backup de nada. Mas foi até a casa da Malu imediatamente e ao ouvir Luiz Otávio, lembrou-se da voz dele e, mesmo sem qualquer informação sobre ele, sabia que não era mentira e tentaria ajudá-lo. Malu ficou sismada mas também decidiu ajudar.
O tempo foi passando e nenhuma informação sobre ele aparecia, seus poucos recursos acabaram e ele precisou ir morar em um abrigo. Quando Malu viu o estado em que Luiz Otávio se encontrava, sentiu que poderia ajudá-lo um pouco mais, então ofereceu-lhe um emprego. Não era nada demais, apenas consertar e fazer alguns reparos na casa, mas para ele, que estava sem nada e passando necessidade, foi de muita ajuda. Com a convivência, Malu pôde perceber o quanto Luiz Otávio acreditava na beleza da vida e na bondade das pessoas. Um contraste enorme com suas próprias convicções.
"-Malu... As pessoas lutam, erram, se decepcionam. Perdem a memória! - Apontou para o próprio peito. - Mas, quando se sentam para ver um filme ou abrem um livro para ler, não querem mais daquele sentimento negativo. Querem sonhar, acreditar que a felicidade é possível, mesmo que através de uma história inventada por outra pessoa. Elas passam a acreditar naquilo e, por um instante, tomam o sentimento emprestado, como se fosse delas. É por isso que elas gostam tanto de finais felizes." 
Minha impressão
Dizer que estou encantada com esse livro é algo que nem chega perto do que eu realmente estou sentindo. A obra possui uma beleza formidável, é impossível não se envolver com os personagens e com a história. A escrita da autora é extremamente agradável e a maneira como ela conduziu a trama é exemplar. 

Malu tem uma personalidade muito forte e está sempre desconfiando de tudo. É uma excelente escritora de romances mas ela mesma não sabe responder o que é o amor, nem mesmo acredita nele. Ao longo da leitura é possível perceber que tudo não passa de uma muralha para tentar se proteger. No começo do livro eu já gostei dela, mas confesso que conforme a barreira ia caindo, eu passava a gostar cada vez mais. 

Luiz Otávio me ganhou no instante em que apareceu. Seu modo de ver a vida é único, mesmo diante de todas as dificuldades que estava enfrentando, jamais se mostrou desesperançoso e sempre fez questão de mostrar para Malu que a vida é um presente, que é preciso enxergar as coisas boas que ela nos proporciona. 

Eu passei toda a leitura temerosa com o passado dele, tensa ao pensar que ele poderia ter uma esposa à sua espera, mas também vendo uma linda história de amor se construindo nas páginas. Nenhum dos dois era capaz de dar o primeiro passo, ambos sabiam o que estava acontecendo, sabiam que um forte sentimento estava surgindo mas enquanto o passado de Luiz Otávio continuasse na sombra, nada poderia existir entre eles. 

E sobre o final... Ah, o final! É uma pena que eu não possa falar sobre ele, mas é lindo!!! Faltando poucas páginas para acabar o livro, tudo resolve acontecer ao mesmo tempo e eu só conseguia chorar enquanto lia. "Quando o amor bater à sua porta" é uma obra maravilhosa, daqueles livros que a gente quer que todo mundo leia. 

Minha nota para o livro

Um comentário:

  1. Olá,

    Li esse livro recentemente e gostei bastante, como já li outro livro dessa autora, esperei pelo mesmo que me emocionou no livro Renascer de um outono, como não veio fiquei meio assim com a história, mas não desisti da leitura e acabei me encantado com a história <3 Já quero ler os outros dois livros da autora.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir