29 de março de 2018

[Resenha] Alma?

Título: Alma? (Série O Protetorado da Sombrinha, livro 01)
Autora: Gail Carriger
Editora: Valentina
Páginas: 308
Ano: 2015
Adicione ao Skoob
*Cortesia da editora


Sinopse: Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta.
E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro ― ocasião em que a Rainha Vitória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.
Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil ou apenas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e... será que vai ter torta de melado?
Uma das séries de Steampunk mais cultuada do mundo.

Resenha
Alma? Nos apresenta uma trama completamente original. Meados do século XIX, em Londres, a humanidade vive em harmonia com seres sobrenaturais: vampiros, lobisomens e fantasmas. Cada um deles possui a sua comunidade, onde seguem os seus próprios protocolos e obedecem a uma hierarquia, mas todos convivem com os humanos e precisam seguir as nossas regras e leis.

Pois bem, Alexia Tarabotti é considerada perigosa para tais seres, posição que  até recentemente ela nem desconfiava. Tudo se deve a sua ausência de alma, que inibi os poderes sobrenaturais de quem ela tocar. Após um acontecimento estranho (já falo sobre), Alexia se vê envolvida em uma investigação do DAS (Departamento de Arquivos Sobrenaturais) na qual vampiros e lobisomens desaparecem sem deixar rastros enquanto outros surgem do nada.
Alexia é uma mulher de vinte e seis anos, mas a sua idade é vista como avançada demais para se casar e ela é conhecida como solteirona. Suas características físicas fogem completamente do que a sociedade considera adequado, além disso ela possui um temperamento fortíssimo e uma língua afiada. Está sempre se escondendo em bibliotecas e prefere passar o tempo na companhia de boas leituras a precisar interagir com pessoas nada agradáveis.

Em uma dessas escapadas para a biblioteca, em uma festa, ela se depara com um vampiro atacando-a. Em posse de sua inseparável sombrinha e de um aliado importante (vulgo prendedor de cabelo), Alexia acaba matando o vampiro e isso gera grandes transtornos, é esse episódio que dá início às complicações referentes a sua falta de alma.
A morte do vampiro faz com que Lorde Maccon (agente do DAS, lobisomem e líder da alcateia) seja designado para investigar o caso, ele esconde a identidade de Alexia, mas nos bastidores o nome dela acaba vazando de alguma maneira. A colmeia dos vampiros fica intrigada  com a presença de um vampiro não identificado atacando em seu território e convoca Alexia para esclarecimentos, porém, ela descobre que eles temem a sua condição de sem alma.

Uma estranha figura aparece no encalço de Alexia, uma criatura que aparenta ter um rosto de cera e não ser viva. Lorde Maccon precisa protegê-la, embora a jovem acredite não precisar ser salva por ninguém e que sabe se cuidar sozinha, mas a noite de lua cheia está chegando e nessa época ele não consegue controlar seus instintos - tanto seu lado lobo quanto o seu lado homem, no qual tem um crescente desejo sexual cada vez que se aproxima de Alexia, ainda mais quando ela demonstra as mesmas intenções que ele.
"Quem quer que ouvisse aqueles uivos tremeria de medo, independentemente de ser vampiro, fantasma, humano ou animal. Algo que, no final das contas, não importava muito, pois qualquer lobisomem liberado das correntes matava de foma indiscriminada. Na noite de lua cheia, a lua sangrenta, não se tratava de escolha nem de necessidade. Apenas acontecia."
Minha impressão
Esse foi o meu primeiro contato com o gênero steampunk e adorei a experiência, a Gail Carriger construiu algo único e totalmente viciante. Eu fiquei muito curiosa para ver mais sobre o universo criado por ela e lia as páginas absorvendo cada detalhe. A trama é extremamente bem elaborada e desenvolvida, conta com toques precisos de humor, romance, mistério e, claro, sobrenatural. Além de trazer recursos tecnológicos para uma época remota e inseri-los de maneira que fique natural à época. É uma obra genial!

Eu adorei a Alexia, simpatizei com ela já no prólogo e com o passar da leitura me encantava cada vez mais, ela não tem papas na língua, fala o que dá na telha e pouco se importa para o que vão pensar dela. Lorde Maccon também me agradou de cara, além de ser um protagonista de personalidade forte, ele ainda exala sensualidade. O envolvimento entre eles só deixa a leitura mais instigante e o casal protagoniza cenas mais picantes, mas não é um livro erótico, gente!

Uma das coisas que eu mais gostei durante a leitura (e foram tantas) foi ver todas as aventuras de Alexia em meio ao século XIX, então temos um enredo de época muito bem mesclado com todos os outros gêneros e a autora não se perde em nada, dá um show ao misturar tudo!

Eu recomendo demais a leitura desse livro e estou curiosíssima pelos próximos volumes.

Minha nota para o livro

13 comentários:

  1. Oi, Beatriz! Amei a resenha :D Gostei muito da ideia do livro e eu sou louca por histórias que envolvem o sobrenatural, principalmente vampiros :3 eu lembro que já li alguns livros de uma série steampunk e achei bem massa! acho que vou gostar dessa também, já vou colocar aqui no carrinho e desejados para não esquecer haha
    Beijos!

    asemfim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Eu já li esse livro e curti muito.
    Alma? é um Steampunk para lá de fantástico! Amei conhecer Alexia Tarabotti e todo seu sarcasmo, humor inteligente e sua obsessão por se meter onde não foi chamada! rs
    Alexia é uma solteirona convicta e fora dos padrões para sua época.

    Ler Alma? foi pra lá de divertido e instigante, o que só me deixou ainda mais curiosa pela continuação, já lançada aqui no Brasil pela Editora Valentina; que diga-se de passagem fez um ótimo trabalho nessa publicação!

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Steampunk é uma palavra nova para mim. Acabo de descobrir mais um gênero de leitura através da sua resenha! Fiquei bastante curiosa para acompanhar essa história!!

    Bjs,
    https://contosdacabana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Beatriz, eu já conhecia esta série de livros, mas não fazia ideia do que se tratava, achei bem interessante e este gênero que citastes, é novo para mim, vou pesquisar mais.
    Tua resenha ficou ótima, muito bem escrita e despertou meu interesse, parabéns!
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada de Steampunk - aliás, apesar de já ter ouvido falar, não sei dizer exatamente o que significa.
    Mas enfim, gostei da ambientação e da trama. É uma pena que estou com uma lista tão grande. Vou anotar a dica de qualquer forma!

    Beijos,
    www.degradeinvisivel.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu amo essa série, só não li o último ainda, mas achei a ideia e a personagem Alexia sensacionais.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  7. Só pela sua resenha também me vi apaixonada por esse lorde haha eu também nunca tive contato com esse gênero mas só vejo comentários positivos sobre essa série entao creio que seja um bom começo, né?

    ResponderExcluir
  8. Acho lindas as capas dos livros da série. Eles estão na minha lista de desejos e fiquei bem curiosa para ler depois da sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Eu tenho visto muitas resenhas sobre esse livro e quase todas são positivas, como a sua. A premissa é bem original e parece ter funcionado. Porém, eu tenho que confessar que não faz meu estilo de leitura.
    Dificilmente, tramas que envolvem vampiros e lobisomens me atraem, pois ando meio cansada de livros com essa pegada sobrenatural (a única exceção são os livros da Cassandra Clare haha). Por esse motivo, vou passar a dica desta vez.
    Mas adorei sua resenha e fico feliz que tenha gostado tanto da leitura. Espero que os próximos livros sejam ainda melhores.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá, ótima a sua resenha. Eu já li esse livro há alguns anos, mas tenho vontade de reler e ler os próximos volumes. Achei muito bacana ser uma obra steampunk , deu todo um deferencial a mais.

    ResponderExcluir
  11. olá, Bea. :D
    meu primeiro contato com steampunk foi através de jogos de RPG, alguns suplementos você podia montar seu personagem com habilidades e mecanismos à vapor... mas na literatura em si... bem, acho que Julio Verne, foi o mais perto que cheguei...
    de início eu tinha curiosidade com essa obra,mas com o decorrer dos volumes seguintes fui perdendo o interesse... que legal vc ter curtido...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  12. Oi Bea,
    Tudo?
    Então, eu vi esse livro faz alguns anos ele até causou um certo burburinho depois desapareceu, confesso que tinha uma pequena curiosidade em ler depois passou, lendo sua resenha ela voltou.Não sabia que ele se encaixava nesse gênero, interessante mesmo.Mas pelo que lembro é uma trilogia certo?
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    Adorei sua resenha... Arrasou. Me deixou ainda mais curiosa para ler a série.
    Eu sempre achei a sinopse interessante, mas nunca tinha lido uma resenha sobre o livro, estou bem curiosa, principalmente por se tratar de um livro com um universo diferente.
    Amei a dica.

    ResponderExcluir